CONHEÇA O PARQUE ESTADUAL DO IBITIPOCA

 

O Parque Estadual do Ibitipoca é um parque florestal localizado no município de Lima Duarte, no estado de Minas Gerais, no Brasil. Com uma área de 1 488 hectares, está situado a três quilômetros do distrito de Conceição do Ibitipoca, que se sustenta com o turismo atraído pelo parque. Criado em 4 de julho de 1973, é administrado pelo Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais.

O ingresso no parque é pago e está limitado a trezentos visitantes por dia durante a semana e oitocentos visitantes nos finais de semanas e feriados. É permitido o camping dentro do parque, mas este também é limitado a um certo número de visitantes pela administração e somente em área determinada pela administração. A área de camping possui infraestrutura de restaurante, lanchonete e banheiros.

O clima é tropical de altitude, com verões amenos e chuvosos sendo novembro, dezembro e janeiro os mais chuvosos e inverno seco, com os meses de junho, julho e agosto os meses mais secos. O parque apresenta boa infraestrutura para os visitantes e está sobre um afloramento de quartzito sobre o qual se desenvolve um solo (Cambissolo) pouco profundo constituído principalmente de matéria orgânica e areia (areno-quartzosos) formada pela erosão da rocha. Por isto, grande parte da vegetação é xerófita, isto é, constituída de gramíneas e herbáceas de baixo porte. Nas regiões onde o solo tem pouca profundidade, localizam-se arbustos, cactos e bromélias, caracterizando típicos campos rupestres. Os rios do parque apresentam cor de caramelo devido ao alto teor de matéria orgânica.

Suas principais atrações são as grutas, montanhas e cachoeiras. O ponto mais alto do parque é conhecido como Pico da Lombada e está a pouco mais de 1 800 m em relação ao nível do mar. Alguns pontos turísticos do parque: Janela do Céu, Cachoeirinha, Pico do Pião, Cruzeiro, Lago dos Espelhos, Cachoeira dos Macacos, Cachoeira da Pedra Quadrada. O passeio no parque é caracterizado por longas caminhadas - o passeio de ida e volta até a Janela do Céu, por exemplo, totaliza cerca de 18 km.

 
 

A Cachoeirinha fica a sete km da área de camping. O Pico da Lombada tem uma característica interessante: dele, consegue-se ter visão para o horizonte de 360 graus. Em qualquer direção que se olhe, será visualizado o horizonte, pois nenhuma montanha ao redor faz barreira à visão. Existem três principais circuitos que são feitos pelos visitantes do Parque:

• Circuito da Janela do Céu - Cruzeiro, Gruta da Cruz, Pico da Lombada, Gruta dos Fugitivos, Gruta dos Três Arcos, Gruta dos Moreiras, Cachoeirinha, Rio Vermelho e a Janela do Céu.

• Circuito das Águas - Gruta dos Coelhos, Prainha, Mirante da Ponte de Pedra, Ponte de Pedra, Cachoeira dos Macacos, Lago dos Espelho, Lago das Miragens, Tibum, Ducha, Lago Negro, Gruta dos Gnomos e Rio do Salto.

• Circuito do Pico do Pião - Gruta dos Monjolinhos, Gruta do Pião, Pico do Pião e a Gruta dos Viajantes.

OS ATRATIVOS MAIS VISITADOS:

JANELA DO CÉU: A queda principal desse complexo de cachoeiras está dentro da reserva do Parque Estadual do Ibitipoca. O atrativo é formado por um total de sete quedas d'água, porém todas as outras 6 com acesso fora do Parque.

PONTE DE PEDRA: Túnel 54 metros de extensão, com uma ponte de pedra por cima. O local proporciona belas fotos.

LAGO DAS MIRAGENS: Um lago tranquilo, e ótimo para banho.

CACHOEIRINHA: Uma cachoeira alta, com um fluxo de água pequeno. Parada obrigatória de quem vai para a 'Janela do Céu´, já que está no caminho.